Login
Nº Sócio
Pin
    
 

Star Wars


Os últimos Jedis


Quando em 1977 apareceu o episódio IV da Guerra das Estrelas, Uma Nova Esperança, pensámos ter perdido os outros três. Como na altura o acesso à internet era escasso, acreditámos até à altura em que foi possível pesquisar ou ler que a aposta de George Lucas que na altura dirigiu Mark Hamill um jovem Jedi, Carrie Fischer a sempre e agora saudosa Princesa Leia, Harrison Ford famoso piloto Hans Solo e na altura Sir Alec Guiness, para sempre Obi-Wan Kenobi.

Os anos foram passando e em 2015, depois dos Estúdios Disney terem comprado a Lucasfilm em 2012, J. J. Abrams traz-nos The Force Wakens, talvez o filme mais esperado do ano e de que fizemos uma sessão IMAX no dia 19 de dezembro.

Em 2016 e porque era preciso quem sabe fazer sofrer pelo The Last Jedi, vimos The Rogue One a 17 de dezembro. Finalmente em 2017 chega-nos Star Wars - The Last Jedi.

Quarenta anos passados desde o espanto em que ficámos todos na primeira sequência da nave espacial que passa em 2D "por cima" de nós, ficamos, quem sabe, com o filme mais Zen desta saga que, quem vos escreve estas linhas chegou a classificar alguns dos seus episódios como filmes de cowboys no espaço.

Desta vez e pela mão de Rian Johnson e tendo a Disney aberto os cordões à bolsa (a frase não é nossa), The Last Jedi não deixa os créditos por mãos alheias, trazendo também alguns nomes de peso, como Laura Dern e Benicio del Toro.

É feita no fim a dedicatória "Para a nossa sempre Princesa Leia - Carrie Fisher" e o público sai satisfeito com o IMAX 3D, com os efeitos sonoros e a pensar quem sabe o que se passará na mente dos nossos associados mais jovens, depois de verem o filme.

Mas dissemos, se tiveram paciência de ler estas linhas até aqui, que era o filme mais Zen da saga, ficou a saber porquê quem viu no dia 16. Se não foi, terá que o fazer, seja qual for o formato. O segredo é sempre a alma do negócio. Da manhã, em 2D, aqui ficam algumas fotos.

Publicado em 19/12/2017