Login
Nº Sócio
Pin
    
 

Fomos à descoberta do Douro Vinhateiro!


Associados do Clube Millennium bcp passearam nesta região demarcada de 22 a 24 de setembro


Após um bom almoço em Vilarinho da Samardã, situada na vertente nascente da serra do Alvão, fomos até Favaios visitar o Museu do Pão e do Vinho, que conjuga estas duas riquezas locais, mostrando as diversas fases do seu fabrico. Na varanda do Museu, com uma linda vista para as vinhas, pudemos apreciar o famoso Moscatel de Favaios.

Chegados a Vila Real, fizemos uma visita guiada à parte antiga da cidade, onde pudemos ver o interior da Igreja de S. Domingos e observar diversos edifícios históricos. Na quinta da Casa Amarela, que se encontra na posse da mesma família desde 1850, após visita à Adega, foram organizadas equipas de seis pessoas e realizadas diversas provas lúdicas, na vinha, no lagar e no final do excelente almoço. Todos os participantes foram premiados com garrafas de vinho desta quinta.

O Cruzeiro no Douro teve partida da Régua, com subida da Barragem de Bagaústre, com um desnível de 27 metros e chegada ao Pinhão. Ao longo do percurso tivemos oportunidade de apreciar a bonita paisagem do Douro Vinhateiro.

Na Régua visitámos o Museu do Douro que procura representar o património natural e cultural da região demarcada do Douro, consagrada com o Estatuto de Património Mundial pela Unesco, como paisagem cultural, evolutiva e viva.

A construção do Mosteiro de Santa Maria de Salzedas teve início em 1168. Era um Mosteiro masculino da Ordem de Cister. Conta no seu espólio com trabalhos de alguns dos maiores nomes da pintura em Portugal, como Vasco Fernandes (Grão Vasco), Bento Coelho da Silveira ou Pascoal Parente, que a guia do museu nos foi mostrando ao longo da visita.

O almoço no bonito Hotel Rural Viscondes da Várzea, ultrapassou as melhores expectativas, com excelentes entradas e diversos pratos quentes. Um autêntico banquete. No final do almoço, a proprietária fez uma visita guiada pelo edifício, que mais parece um museu.

Finalizámos este excelente passeio com visita guiada à Ponte Fortificada de Ucanha, que constituía a entrada monumental no Couto do Mosteiro de Salzedas. A Torre servia para cobrar portagens, defesa e armazenamento de produtos.

Publicado em 18/11/2017